Musgo de java - Taxiphyllum barbieri


    • R$9,99

    • R$18,00
À vista R$9,49 (5% OFF)
Economize R$0,50 no boleto bancário ou PIX
Em até 1x de R$9,99 sem juros
Parcelas Total
01x de R$9,99 sem jurosR$9,99

Taxa de juros de 2.50% ao mês.




 

Porção: em média de 3 a 5 cm² (centímetros quadrados), ou o meio de uma palma da mão.


Originalmente encontrado no sudeste da Ásia, Taxiphyllum Barbieri, também conhecido como "Musgo de Java", é uma planta de aquário que pode ser encontrada crescendo emersas em troncos de árvores caídas e pedras em áreas úmidas. Esta espécie também é frequentemente encontrada nas margens de rios sazonalmente inundados. Embora amadores há muito tempo tenham colocado o nome de Vesicularia, "Musgo de Java" é do gênero Taxiphyllum.

A espécie é bastante fácil de crescer, tolerando e crescimento numa vasta gama de condições de água após um período de aclimatação. Esta planta é pouco exigente, tanto quanto a iluminação necessária. Entretanto em níveis altos de luz a planta vai crescer densa e exuberante. Com pouca luz, a planta será mais escura e mais esguia. Enquanto CO2 e adubação irá aumentar as taxas de crescimento, este musgo vai prosperar sem eles também. Para promover a profunda cor verde, saudável, a fertilização com ferro é recomendada.

Para anexá-lo a troncos, espalhar sobre o local desejado e enrolar com linha de pesca ou fio de algodão até que o musgo esteja bem protegido. Depois ele vai crescer e aderir ao objeto, formando uma almofada verde escuro. Sua ramificação é irregular com folhas longas de aproximadamente 2mm ao longo das hastes. Se não podadas regularmente, ele vai rapidamente formar um emaranhado fofo. É facilmente podado e propagado simplesmente cortando o excesso de crescimento com uma tesoura apropriada. Este excesso de crescimento pode, então, ser recolocado para uma nova superfície.


Iluminação necessária: intensa (forte).

Manutenção: médio cultivo.

Plantio: em troncos e rochas no aquário.

Exigente de CO2: não é necessário, mas o seu uso pode promover um crescimento mais rápido.

Condições adequadas recomendadas: luz intensa.

Política de entrega, clique aqui.

Basicamente, os musgos são epífitas , assim como as samambaias. Isso significa que eles não são plantados no substrato, mas se fixam na decoração como pedras ou pedaços de madeira flutuante. Se não tiver a cola propria para colar as planta uma otima alternativa e colar com a cola SuperBondeUma é ideal para fixar musgos.

A maneria clássica de prendelos e com uma linha fina preta ou verde.



Muitas vezes é suficiente enfiar o musgo, anubias ou microsoum em lacunas na decoração. Depois de algum tempo, as plantas formará novos rizóides e se unirá aos troncos ou rochas.

Produtos relacionados